Tragédia de Petrópolis: Dois anos após a maior catástrofe climática

Loading

Hoje, Petrópolis relembra um dos momentos mais sombrios de sua história. Há dois anos, a cidade enfrentou uma tragédia climática que deixou marcas profundas e desafiou sua resiliência. A chuva torrencial de 15 de fevereiro de 2022 resultou em 235 mortos e dois desaparecidos, marcando o maior desastre já registrado na cidade.

A cidade ainda se recupera dos impactos dessa catástrofe. Cerca de 3 mil pessoas continuam a depender do aluguel social, enquanto as autoridades trabalham incansavelmente para reconstruir e prevenir futuros desastres. As chuvas intensas evidenciaram a fragilidade dos morros e a falta de infraestrutura para enfrentar inundações e deslizamentos de terra.

Desde então, 115 obras foram concluídas, 50 estão em andamento e *26 estão em fase de licitação. A Prefeitura de Petrópolis investiu mais de *R$ 100 milhões nessas intervenções, com foco especial na região do Alto da Serra, a mais afetada pela tragédia¹².

Memórias e Esperança

As memórias daquele dia trágico permanecem vivas na mente dos petropolitanos. Hoje, prestamos homenagem às vítimas e suas famílias, reafirmando nosso compromisso com a segurança e a resiliência de nossa cidade. Que a esperança prevaleça, e que Petrópolis continue a se fortalecer, aprendendo com essa dolorosa experiência.

Nossos corações estão com todos aqueles que perderam entes queridos e com a comunidade que se uniu para superar essa adversidade. A tragédia de Petrópolis nunca será esquecida, mas juntos, olhamos para o futuro com determinação e solidariedade.

Loading

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Matérias

Pesquisar...