Pedestres reclamam de abandono na Orla Conde, legado da Rio 2016

Pira da Olimpíada de 2016 está abandonada — Foto: Reprodução/TV Globo

A Orla Conde, trecho do Centro do Rio reformado para a Olimpíada de 2016 e endereço de modernos cartões-postais, tem sido alvo de vândalos. Pedestres que circulam pela região reclamam de abandono.

A psicóloga Priscila Aguiar lamenta o que restou da Pira Olímpica. “Isso aqui era um marco, as pessoas tiravam fotos”, lembra. “Estão destruindo o patrimônio público”, diz.

A maior parte dos ferros que envolvem a estrutura da Pira foi furtada. Pontas de metal soltas oferecem risco a quem passa. O lago, na base da estrutura, hoje abriga água parada.

Não longe dali, lixeiras estão quebradas, o piso apresenta rachaduras, e parte da grama está destruída.

A Orla Conde vai da Igreja da Candelária até o AquaRio, passando pela Praça Mauá e seus museus – de Arte do Rio e do Amanhã. Um boulevard foi construído onde antes passava a Perimetral, derrubada em 2014.

“Essa nova área do Rio é muito linda, muito bonita. A gente usa muito pra fazer tour, e precisa manter”, disse a guia Lais Tamella.

Lixeira quebrada na Orla Conde — Foto: Reprodução/TV Globo

Lixeira quebrada na Orla Conde — Foto: Reprodução/TV Globo

VIA: G1 | Por Por Raquel Honorato

DEIXE UMA RESPOSTA

+ 44 = 53