Ministério Público tem pedido de prisão pronto contra presidente da Vale

O Ministério Público de Belo Horizonte já teria pronto o pedido de prisão contra o presidente da Vale, Fabio Schvartsman. A informação foi confirmada por duas fontes da revista IstoÉ. O pedido é em função do rompimento da barragem da mina Córrego do Feijão, em Brumadinho, região metropolitana de Belo Horizonte.

A Defesa Civil de Minas Gerais informou, na tarde de ontem, que subiu para 157 o número de mortes em consequência do rompimento da barragem de rejeitos.

Evacuação

Cerca de 240 moradores de Barão de Cocais, a 100 quilômetros de Belo Horizonte, foram retirados de suas casas na madrugada de hoje (8) por causa da Barragem Sul Superior da Mina de Gongo Seco, da Vale. A prefeitura informou que foi acionado o nível 2 de risco da barragem. A decisão foi tomada diante de observações e monitoramentos feitos pela Agência Nacional de Mineração, a Defesa Civil do estado e do município e pela empresa Vale.

Em nota, a Vale informou que a evacuação da área foi feita de forma preventiva, depois que a empresa de consultoria Walm negou a Declaração de Condição de Estabilidade à estrutura. A empresa destacou que a determinação de evacuação foi feita pela Agência Nacional de Mineração (ANM) após ser informada pela própria Vale que a mineradora estaria dando início ao nível 1 do Plano de Ação de Emergência de Barragens de Mineração.

VIA: Istoe | Foto: Fornecido por Três Editorial Ltda

DEIXE UMA RESPOSTA

+ 43 = 53