Com oposição de moradores, Amazon estaria reconsiderando nova sede em Nova York

A Amazon está reconsiderando instalar uma nova sede em Nova York. De acordo com informações publicadas nos jornais “Washington Post” e “The Wall Street Journal”, a empresa está enfrentando oposição local.

Legisladores e moradores de Long Island City, subúrbio de Nova York, estariam insatisfeitos com a chegada da gigante do varejo por conta dos benefícios tributários que a empresa receberia por se instalar na região.

Ainda de acordo com os jornais, executivos da Amazon teriam tido discussões internas recentemente para reavaliar a situação em Nova York e explorar alternativas.

Em comunicado à rede de TV “CNN”, um porta voz da Amazon afirmou que a empresa está “focando em se relacionar com os novos vizinhos — donos de pequenos negócios, educadores e líderes comunitários”.

“Seja construindo uma rede de empregos locais pelo treinando de força de trabalho ou financiando aulas de computação para milhares de estudantes de Nova York, estamos trabalhando duro para demonstrar que tipo de vizinhos seremos”, afirma o comunicado.

A companhia disse que receberá incentivos de US$ 1,525 bilhão do estado de Nova York, incluindo uma média de US$ 48 mil para cada emprego que criar. É esperado a criação de cerca de 25 mil empregos, com um salário médio anual de US$ 150 mil.

Long Island City, que fica no Queens em Nova York, foi um dos locais escolhidos para receber a nova sede da Amazon. — Foto: Eduardo Munoz/Reuters

Long Island City, que fica no Queens em Nova York, foi um dos locais escolhidos para receber a nova sede da Amazon. — Foto: Eduardo Munoz/Reuters

A Amazon enviou panfletos para moradores do Queens, divulgando os benefícios econômicos e trabalhistas de sua expansão em Nova York, tentando neutralizar a oposição de alguns legisladores locais, que disseram que a Amazon recebeu muitos benefícios tributários, dentre outros.

Se planeja sair, a Amazon ainda não informou isso aos parceiros locais com quem tem mantido conversas. “Pelo que dizem a nós, está tudo indo muito bem. Estão trabalhando duro para conhecer a comunidade”, disse à CNN Elizabeth Lusskin, presidente da Parceria Long Island City, uma organização de desenvolvimento econômico do bairro.

Um crítico do plano, o senador estadual do Queens, Michael Gianaris, foi indicado para um painel encarregado de aprovar o novo campus da Amazon, e tem o poder de bloquear o plano, segundo a mídia local, incluindo o “New York Times”.

O governador de Nova York, Andrew Cuomo, apoia o plano da Amazon e encarou a chegada da empresa como uma oportunidade de geração de empregos qualificados.

Na sexta-feira (8), o governador reagiu com impaciência a perguntas sobre a possibilidade de a empresa abandonar os planos em Nova York. “Se eles [Senado estadual] impedirem a Amazon de vir a Nova York terão que explicar isso para a população”, disse.

DEIXE UMA RESPOSTA

+ 63 = 68