Após sair da prisão, Rodrigo Neves poderá reassumir Prefeitura de Niterói ainda nesta quinta-feira

O prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, deixou a prisão na tarde desta quarta-feira (13) e poderá reassumir o cargo ainda nesta quinta (14).

Neves deixou o Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, na Zona Oeste do Rio, às 17h30. “Acredito que a democracia também foi consolidada com essa votação da Justiça me concedendo a liberdade e retornando ao mandato que foi conferido por ninguém menos do que o povo de Niterói”, declarou Neves ao sair da prisão.

O prefeito e outras quatro pessoas foram presas durante a Operação Alameda, um desdobramento da Lava Jato no Rio, no dia 10 de dezembro do ano passado.

Na ocasião, investigadores afirmaram que Rodrigo Neves recebeu R$ 10 milhões do reembolso da gratuidade de ônibus no município.

A prisão foi revogada na terça-feira (12). A decisão foi tomada pelo 3º grupo de Câmaras Criminais do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ).

Por maioria de votos, os desembargadores aceitaram recurso da defesa do prefeito de Niterói e também de outros quatro acusados: Domício Mascarenhas de Andrade, João Carlos Felix Teixeira, João dos Anjos Silva Soares e Marcelo Traça Gonçalves.

Prefeito não pode sair do RJ ou deixar cidade por mais de 8 dias

De acordo com a decisão judicial, algumas medidas cautelares foram impostas aos acusados: eles não poderão sair do estado ou do país; terão seus passaportes recolhidos e não poderão manter contato entre eles nem com as testemunhas arroladas pelo Ministério Público.

Eles também não poderão deixar a cidade de Niterói por mais de oito dias sem autorização do juízo.

O Tribunal de Justiça ainda não decidiu se aceita ou arquiva a denúncia. O julgamento começou na terça-feira (12) e foi adiado por pedido de vistas.

Prefeito de Niterói foi preso suspeito de receber propina — Foto: Reprodução/JN

Prefeito de Niterói foi preso suspeito de receber propina — Foto: Reprodução/JN

VIA: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

58 + = 64