Anderson Silva faz boa luta, mas perde para Adesanya em retorno ao UFC

Anderson Silva voltou a lutar pela primeira vez desde fevereiro de 2017, depois de uma longa suspensão por doping, e com 43 anos. Foi digno, porém, do lutador dos velhos tempos. Só que, apesar de uma boa luta, o brasileiro acabou derrotado pelo nigeriano Israel Adesanya no UFC 234.

A diferença de idade entre os dois era de 13 anos, o que, claro, pesava para o favoritismo de Adesanya, uma das grandes promessas entre os pesos médios do UFC. No entanto, o tempo parado não parece ter afetado o “quarentão” Anderson Silva, que conseguiu equilibrar o duelo.

No fim, contudo, Adesanya confirmou a vantagem apontada antes do duelo e levou a vitória na decisão unânime dos jurados, com placares de 29-28, 30-27 e 30-27. “Foi como jogar basquete com Michael Jordan”, elogiou o nigeriano, logo após o anúncio do triunfo, ainda no octógono.

Anderson Silva e Israel Adesanya, na luta principal do UFC 234, em Melbourne, na Austrália© Getty Anderson Silva e Israel Adesanya, na luta principal do UFC 234, em Melbourne, na Austrália

Anderson, por sua vez, assim que ouviu o sinal para o fim do terceiro assalto, deu um longo abraço em Adesanya, sob aplausos do público. Depois, no microfone, prometeu seguir lutando e projetando uma chance de estar no card em Curitiba, em evento previsto para maio de 2019.

Contra Adesanya, Anderson teve luta bastante estudada nos primeiros minutos. O nigeriano era quem controlava as ações, mas também desde o início o brasileiro mostrou estar ligado e, mesmo quando baixava a guarda, como nos velhos tempos, soube absolver golpes e responder em seguida.

O melhor momento do brasileiro foi no segundo round, no qual conseguiu melhores golpes e teve leve vantagem sobre Adesanya – que voltou a ser melhor, contudo, no assalto decisivo.

Agora, a expectativa é que o nigeriano ganhe uma chance de lutar pelo cinturão dos médios, embora o combate entre o atual campeão Robert Whittaker e Kelvin Gastelum, prevista para este sábado, não tenha acontecido em virtude de problemas de saúde do atual dono do título.

Com a vitória sobre Anderson, Adesanya melhora ainda mais seu cartel, ainda sem conhecer uma derrota sequer no MMA. Em 16 combates até aqui, foram 16 vitórias.

VIA: ESPN | Foto: Divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

5 + 1 =