Search
Close this search box.

Token chega ao mercado para democratizar acesso à mineração de Bitcoin

Os criptoativos cresceram exponencialmente nos últimos anos, impulsionados pela ascensão do Bitcoin, mas ainda despertam dúvidas em muitas pessoas na hora de investir. Quando se trata então de aspectos mais específicos do processo, como a mineração, elas aumentam. Para mudar esse cenário e democratizar o acesso ao universo Crypto, chega ao mercado o Auto Mining Token (AMT).

O Auto Mining Token é um token criado com o objetivo de ajudar pessoas que sempre quiseram minerar Bitcoin, mas nunca tiveram condições, sejam elas financeiras, falta de conhecimento sobre o mercado ou tempo para aprender como iniciar. Com o AMT, basta adquiri-lo para já estar minerando e recebendo todos os dias um percentual do que foi minerado.

– O Auto Mining Token, ou Token de Mineração Automática, é um token diferente de todos os outros. Isso porque, ao adquiri-lo, os investidores passam a receber em suas carteiras (wallets) Bitcoins que são minerados diariamente. Por isso, nós dizemos que democratizamos a mineração de Bitcoins, pois viabilizamos que qualquer pessoa possa ter só a parte boa de minerar Bitcoin, sem precisar se preocupar com maquinários, funcionários, custos operacionais, conhecimento técnico, dentre outros investimentos e burocracias. E o usuário recebe a notificação do valor recebido em seu celular e pode também ser conferido com sua carteira MetaMask – explica Giovanni Conti, representante do AMT, contador e empresário cripto da plataforma Frontrade Cryptos, corretora de criptos e investidor em mineradoras.

Sistema automático e entrada de Bitcoins

O AMT é um ativo digital que gera renda passiva todos os dias. Lastreado em várias fazendas de mineração de Bitcoin instaladas em Ciudad Del Este, Salto del Guairá e Asunción, no Paraguai, conta com mais de 1.450 máquinas de mineração altamente tecnológicas que fazem as validações das transações de criptomoedas. Número esse que vai aumentando com a compra de novos equipamentos, de acordo com a emissão de tokens.

Gerenciado por um sistema automático, não exige nenhuma ação por parte do usuário, que, ao adquiri-lo, passa a fazer parte da comunidade. O sistema, após a captura do saldo, alocará diariamente para cada carteira que possui AMT uma quantidade de BTC com base na produção diária de Bitcoins. As máquinas do projeto são conectadas ao pool de ViaBTC, e a partir daí são operadas três subcontas.

Acesso descomplicado

O primeiro passo é ter a carteira MetaMask conectada ao site de negociação AMT e BNB (Binance Coin) na carteira, que é a moeda com a qual os custos de transação são pagos. Para qualquer compra ou venda, a rede BSC cobrará os custos de transação, que são os mais baratos do mercado. Em seguida, será preciso escolher a quantidade de AMT para comprar e a moeda usada para o pagamento (BNB, BUSD, BTC, DAI, USDT). A partir daí, o AMT será enviado para a carteira, deduzido da moeda escolhida para o pagamento, e, com isso, os Bitcoins serão enviados diariamente na proporção do capital aportado.

Mais Matérias

Pesquisar...