Search
Close this search box.

Nova York ganha parque flutuante de US$ 260 milhões sobre Rio Hudson

Nesta sexta-feira, 21, os habitantes de Nova York poderão finalmente apreciar as belezas de Little Island, um parque flutuante construído dentro do Rio Hudson, próximo à 13th Street e com vista para o famoso skyline da cidade. O projeto, que fica na área do Hudson River Park Trust, custou 260 milhões de dólares saídos do bolso do bilionário Barry Diller, que tirou a construção do papel depois de anos de disputa judicial.

A nova aventura arquitetônica foi concebida pelo designer inglês Thomas Heatherwick. A plataforma flutuante foi idealizada para revitalizar a área do Pier 55, o antigo Pier 54 – que recebeu os sobreviventes do Titanic em 1912. O primeiro projeto foi apresentado em 2014 e, de lá para cá, opositores da construção entraram na justiça para impedir que ela fosse adiante. Eles alegavam, entre outras coisas, que a instalação traria danos aos peixes do Hudson, mas as agências ambientais responsáveis pela área discordaram da posição, e autorizaram a construção.

Segundo o The New York Times, o projeto colocado em prática parece não ter sofrido alterações em relação ao original. A atração foi construída como uma plataforma flutuante que se ergue sobre o Rio Hudson sobre colunas que remetem a um buquê de tulipas, viabilizada pela empresa de engenharia Arup. A área é ligada a Manhatan por duas plataformas de pedestres e abriga um anfiteatro ao ar livre com capacidade para 687 lugares. O local tem vista para a água e receberá atrações, mas foi especialmente projetado como palco de outro espetáculo: o pôr do sol.

Além do observatório, a construção ainda conta com áreas para eventos educacionais infantis, uma praça principal com cafés e lanchonetes, e as belezas naturais paisagísticas projetadas por Signe Nielsen, cofundadora da Mathews Nielsen Landscape Architects. Segundo o site, o parque será um “jardim botânico marítimo” com 35 espécies de árvores, 65 espécies de arbustos e 270 variedades de gramíneas, plantas perenes, vinhas e flores.

Além dos milhões investidos na construção, o custo de manutenção também não é dos mais baratos, mas Diller prometeu que a fundação de sua família acará com tudo pelos próximos 20 anos. Em entrevista ao The New York Times, o investidor estimou que pode acabar gastando US$ 380 milhões – o maior investimento privado para um parque público na história da cidade.

Para a inauguração, e enquanto as regras de distanciamento permanecerem em voga, Little Island terá um controle cronometrado de acesso para evitar superlotações – já que a área de 9 700 metros quadrados corresponde à extensão de meio quarteirão novaiorquino.

Para este verão, Trish Santini, diretora executiva, contou ao jornal que centenas de shows, espetáculos de dança e programas infantis estão previstos para acontecer. A diretora assegurou que a equipe têm trabalhado em conjunto com organizações comunitárias para garantir ingressos gratuitos ou de baixo custo para grupos carentes e crianças em idade escolar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Matérias

Pesquisar...