Em boa fase, Botafogo e Vasco começam Taça Rio com empate

Loading

O Vasco começou melhor e saiu na frente. O Botafogo cresceu aos poucos e conseguiu o empate, e o clássico entre dois rivais em boa fase terminou empatado em 1 a 1, no Nilton Santos, pela estreia de ambos os times na Taça Rio.

Se por um lado o Cruz-Maltino segue invicto na temporada, o Alvinegro chega ao quinto jogo sem perder, com quatro vitórias e o empate deste sábado.

Vasco começa bem, mas vê rival crescer

O desequilíbrio em um início de jogo sem vantagem para nenhum lado acabou saindo com um erro. O vacilo botafoguense na saída de bola aos seis acabou castigado pelo rival.

A bola foi cair nos pés logo de Bruno César, e o cérebro vascaíno enfiou bola para Cáceres. O paraguaio cruzou na medida para Yago Pikachu que, em um primeiro momento, parou em Gatito. Só que a sobra ficou com o mesmo Pikachu, que mandou para dentro.

Animado com o gol, o Vasco partiu para cima. Depois de receber de Rossi, Maxi López bateu forte, cruzado, e Gatito mostrou reflexo para jogar para escanteio.

Com a bola nos pés, e sem ela, o Vasco era uma equipe muito mais organizada em campo. Conseguia deixar o adversário sem opções para sair jogando e, ao mesmo tempo, trocava passes com tranquilidade.

Aos 25, porém, Alan Santos conseguiu encontrar grande passe para Erik na frente. O atacante ficou cara a cara com Fernando Miguel, mas errou o alvo.

O Cruz-Maltino recuou nos minutos finais do primeiro tempo, dando campo ao Glorioso. Só quando Erik aparecia, o Alvinegro assustava. Fora o atacante, pouca coisa aconteceu. Luiz Fernando e Leo Valencia fizeram primeira parte de pouca participação.

Bota segue em cima

O Botafogo seguiu adiantado na volta do intervalo. O gol foi uma questão de tempo, e até de sorte. Depois de escanteio cobrado na área, Maxi tentou afastar, mas Marcelo acabou cabeceando a sobra e mandou para a rede.

O Fogo foi em busca da virada. Depois de jogada de Luiz Fernando, Gustavo Ferrareis teve ótima chance na área, mas acabou mandando bola na trave.

Depois de Bruno César tentar acordar os vascaínos em chute de fora, Gustavo usou a mesma arma do outro lado e parou em grande defesa de Fernando Miguel. Na sequência, Gabriel teve oportunidade na área, mas parou também em Fernando Miguel. Valencia, de longe, foi outro a obrigar defesa de Fernando Miguel.

Alberto Valentim abriu o time para os minutos finais, enquanto Zé Ricardo viu sua equipe sentir o cansaço.  O empate acabou não saindo mais do marcador.

VIA: O Gol | Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo

Loading

Mais Matérias

Pesquisar...