Cartórios de Magé, na Baixada Fluminense, passam por inspeção da Corregedoria do TJ-RJ

Loading

Cartórios de Magé, município da Baixada Fluminense, passaram por uma “devassa” nesta sexta-feira (15). Policiais da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core), da Polícia Civil, deram apoio à fiscalização do fórum da cidade. Foram mais de seis horas de inspeções feitas por juízes da Corregedoria do Tribunal de Justiça do Rio.

As varas fiscalizadas foram as cíveis e criminais de Magé. Houve também o cumprimento de mandados de busca e apreensão contra titulares dos cartórios da cidade. Na casa de um deles, os policiais apreenderam documentos originais de processos.

O TJ e o Ministério Público apuram diversas denúncias nos cartórios. Em outubro, a ex-deputada e ex-prefeita Núbia Cozzolino foi presa por suspeita de adulterar decisões judiciais. O MPRJ sustenta que os advogados de Núbia arrancavam documentos de dentro dos processos e substituíam por outros falsificados. Até a assinatura de magistrados eram falsas.

Numa das acusações contra Núbia, o MP acusa a ex-prefeita de falsificar a assinatura de uma das promotoras de Justiça e reduzir o valor da causa de R$ 5 milhões para R$ 50 mil. A ex-prefeita deixou a cadeia no início de dezembro do ano passado.

Após a operação, o TJ decidiu que todos os processos das varas cíveis do Fórum de Magé serão digitalizados para evitar novas falsificações. A expectativa é de que em 40 dias não haja mais processos físicos na cidade.

VIA: G1

Loading

Mais Matérias

Pesquisar...