Barcas sofrem aumento em fevereiro

Loading

A tarifa das barcas irá aumenta a partir do próximo dia 12 fevereiro conforme decisão da Agência Reguladora de Serviços Públicos Concedidos de Transportes Aquaviários, a Agetransp. As passagens dos trajetos Cocotá-Praça XV serão reajustadas de R$ 6,10 para R$ 6,30.
Segundo a CCR Barcas, empresa responsável pelo transporte aquaviário do Rio, o aumento está previsto no contrato da concessão, assim como foi feito no ano passado, quando gerou irritação nos moradores da região, já que há anos que o serviço prestado pela empresa à Ilha é alvo de diversas reclamações.
Desde novembro de 2016 as barcas se limitam a seis viagens por dia. Três de ida até à Praça XV, no Centro, de manhã e três de volta da Praça XV à estação do Cocotá no final da tarde e noite. Segundo a CCR Barcas, apesar das mudanças nos horários, ainda são ofertados 12 mil lugares diários na linha, para uma taxa média de ocupação de 18%, ou seja, nas contas da concessionária, dos 12 mil lugares, apenas 2200 pessoas utilizam o transporte diariamente. Para os moradores a falta de confiança no serviço e os poucos horários não estimulam o uso do transporte como alternativa ou preferencial.
O insulano Roberto Felix, 27, trabalha no Centro da cidade e utiliza as barcas diariamente, segundo ele a mudança no preço da passagem deveria estar acompanhada do aumento de linhas, horários e melhoria no estado de conservação das barcas. Ele relembra que ano passado também foi feito o aumento na tarifa, mas não houve melhora no serviço.
— Continuamos a ser transportados em sucatas e eles tem a coragem de aumentar outra vez a passagem prestando um serviço de má qualidade aos insulanos. Quantas linhas e horários a Ilha poderia ter, por ser uma região cercada pelas águas da Baía de Guanabara. Mas ficamos limitados a uma linha e apenas três horários para ir e três para voltar. Eu fico aborrecido não só por causa de 20 centavos, mas acho uma falta de respeito com a população da Ilha.
A Secretaria de Estado de Transportes afirmou que nos próximos 100 dias o novo governo prevê uma análise dos contratos do estado com a CCR Barcas visando garantir a melhoria e a continuidade dos serviços na Baía de Guanabara.
A empresa tem 30 dias para notificar aos usuários do reajuste da tarifa e a informação já está no site da empresa.

Loading

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Matérias

Pesquisar...