Witzel já tem apoio de um terço dos deputados eleitos para Alerj

O recém-eleito governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), terá mais de um terço dos deputados da Alerj compondo sua base governista na Casa. Estreando na função, o ex-juiz federal também já conta com deputados que formam a oposição na assembleia.

Entre seus aliados, estão três parlamentares da sua coligação de campanha nas eleições do PSC e Pros; 13 do PSL, partido que declarou apoio à sua candidatura; e outros partidos se juntaram a ele durante a corrida eleitoral. Nome importante, que declarou apoio à Witzel, é o do prefeito Marcelo Crivella (PRB), que tem outros três deputados eleitos na Alerj.

O PSD tem duas cadeiras e também é um partido que estará ao lado do próximo governador, apesar do candidato Indio da Costa ter se declarado neutro no segundo turno. Já o policial militar e também candidato nas eleições de 2018, André Monteiro, apoiou Wilson Witzel.

Na oposição, entram em cena os partidos de esquerda PSOL e PT, que somam oito parlamentares na Alerj a partir de 2019. O PSDB ocupou duas vagas e também deve compor a bancada contrária ao governo, já que participou da coligação do adversário Eduardo Paes (DEM). No total, este grupo contava com 12 partidos, mas nem todos participantes se manifestaram.

Além desses, três deputados eleitos pelo PDT também formam a oposição de Wilson Witzel. Mesmo com o apoio do candidato Pedro Fernandes à candidatura do ex-juiz federal, o partido afirmou que era uma posição isolada.

A composição da base aliada e da bancada de oposição pode ter variações a partir de alguns fatores: alianças com o governador em troca de cargos na administração pública e decisão de candidatos independentes. Como mais de 50% dos parlamentares são novatos, a decisão destes deputados pode influenciar no apoio que Wilson Witzel terá ou não na Alerj.

Eleito com 59,8% dos votos

Wilson Witzel foi eleito no segundo turno governador do Rio de Janeiro neste domingo (28) 59,87% de aprovação, o que representa 4.675.355 votos. Ele enfrentou o candidato Eduardo Paes (DEM) e superou o adversário em 89 das 92 cidades do estado. Witzel vai substituir o atual governador, Luiz Fernando Pezão (MDB), a partir de 1º de janeiro.

O novo governador concorreu às eleições de 2018 pela coligação “Mais ordem e mais progresso”, composta por dois partidos: PSC E Pros. Na nova composição do Plenário da Alerj, os partidos com mais cadeiras são o PSL, com 13, e o DEM, com seis. Psol e Mdb empatados com cinco. PDT, PRB, PSD, PT E Solidariedade com três. Novo, Democracia Cristã, PHS, PP, PSC e PSDB com duas vagas. Outros 12 partidos com uma vaga cada um.

DEIXE UMA RESPOSTA