FALTA DE TRANSPORTE PÚBLICO GERA TRANSTORNO EM SANTO ALEIXO

POR : VINICIUS CRUZ I FALA RIO

93

Nesta quarta feira um ônibus da empresa Reginas foi incendiado na Estrada Adam Blumer, em Santo Aleixo, próximo ao bairro BNH. De acordo com informações de passageiros do ônibus, dois homens abordaram o coletivo, obrigando os passageiros a descerem. Em seguida, eles atearam fogo. O incêndio foi provocado em represália a morte de um menino de 12 anos.

A Divisão de Homicídio Baixada Fluminense investiga a morte de Luiz Gustavo. O corpo foi encontrado na segunda-feira, em um rio, em Santo Aleixo. Segundo as informações dos parentes, a vítima estava desaparecida desde do dia 04/11, onde foi visto saindo de um culto religioso. A polícia aguarda o resultado do laudo pericial e procura por possíveis testemunhas e imagens de câmeras de segurança instaladas na região que possam ajudar a identificar a autoria do crime.

De acordo com a polícia militar, durante todo o dia os moradores fizeram um protesto pela morte da criança o que gerou um enorme transtorno pra no ir e vir do cidadão pois o trajeto teve que ser alterado passando pela estrada da conceição o que aumentou em quase 2 horas o tempo em que se leva para chegar até o segundo distrito.

FOTO: ascom Magé

Desde o incidente as empresas, Reginas e Expresso Rio de Janeiro tiraram seus veículos de circulação, as duas empresas levam um grande número de usuários para grandes cidades como Rio de Janeiro, Duque de Caxias e Niterói. Nos entramos em contato com as empresas Reginas e Rio de Janeiro, mas não conseguimos falar com ninguém até o fechamento desta matéria.

A moradora Mariani Marinho falou sobre o transtorno que vem sofrendo com a ausência das linhas: “Faço uso diariamente do Caxias x Andorinhas das 22h, sem o mesmo terei que sair antes da faculdade, pegar um ônibus até Piabetá, ai então pegar o Ilumidada para Andorinhas, só lembrando que os horários dessa condução são bem restritos.”

Dainana Anacleto que depende da linha para Niterói agora precisa pegar 4 conduções. “Saí de casa às 5h para conseguir chegar em Itaboraí às 10 da manhã… 4 conduções onde só pegaria 2.”

A Presidente da Associação de Moradores da Vila Operária, Ivone Suppo também lamentou o ocorrido. “Um transtorno para toda a população do distrito que necessita utilizar o transporte rodoviario em especial as linhas Caxias e Central da viação Reginas que tem a concessão de roda em nosso município.Lamentamos o fato acontecido.”

A assessoria de comunicação do departamento de transportes rodoviários (DETRO), informou que o órgão já está ciente do problema e que está tentando um acordo com a policia militar para resolver o problema.

Nós também entramos em contato com a Secretaria Municipal de Transportes e fomos informados que as empresas já foram notificadas e os veículos foram retirados de circulação por motivos de segurança, somente depois que a segurança pública for restabelecida é que as linhas voltarão a operar normalmente.

 

DEIXE UMA RESPOSTA